quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Todos juntos...



LUTA PELA FLORESTA AUTÓCTONE

Todos juntos para evitar a sua extinção


Os alunos da Escola Básica do Vale do Âncora, durante o mês de novembro, realizaram diversas atividades desenvolvidas em articulação curricular entre várias disciplinas e a Biblioteca Escolar na escola e no seu espaço envolvente, com o objetivo de alertar a comunidade escolar para a importância da preservação da floresta autóctone.
Todas as turmas do 2.º ciclo participaram nesta campanha de sensibilização com aulas de campo no carvalhal junto do Dólmen da Barrosa, para observar o carvalho no seu habitat, identificar as suas características específicas e recolher amostras de animais do habitat de outras árvores autóctones. Para alguns alunos que não sabiam identificar e reconhecer as espécies autóctones, foi uma grande descoberta. Pela primeira vez, observaram atentamente um carvalho, símbolo da floresta que se pretende conservar.
Posteriormente, na disciplina de História e Geografia de Portugal, os alunos estudaram um texto informativo sobre a distribuição geográfica da floresta autóctone em Portugal e a utilidade da madeira extraída dessa floresta ao longo dos tempos.
Nessa mesma semana, na disciplina de Português, os alunos do 2.º ciclo leram e exploraram a obra do Plano Nacional de Leitura “O homem que plantava árvores”, do grande autor francês Jean Giono. Visualizaram também o filme de animação com o mesmo nome de Frederick Back (premiado com um óscar), no sentido de mostrar que a perseverança de um só homem em mudar o meio que o rodeia pode mudar a natureza e a vida de muitas pessoas. No âmbito desta temática, os alunos leram e memorizaram, também, um pequeno poema em inglês: “I am an oak tree”, de Erik Durham. Os alunos mais novos, do 1.º ciclo, realizaram várias atividades centradas noutra obra do Plano Nacional de Leitura “Jaime e as Bolotas" de Tom Bowley do projeto LER+.
No dia 23 de novembro, Dia da Floresta Autóctone, para destacar a importância de uma floresta viva, as turmas do 1.º e 2.º ciclo plantaram um carvalho no recinto escolar e, desse modo, todos os alunos contribuíram para o crescimento e a defesa da nossa floresta natural e da nossa memória futura.
No final do mês, as turmas foram ainda visitar várias exposições. Na Biblioteca Escolar, os alunos observaram a mostra de trabalhos produzidos pelos alunos do 1.º e 2.º ciclo sobre a floresta autóctone e a exposição de cartazes sobre árvores autóctones “Heróis de toda a espécie”, produzidos pela REN com o apoio do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e da Direção-Geral da Educação. No átrio da escola, os alunos descobriram e manusearam, com o apoio do professor Flamiano Martins, várias amostras de troncos de árvores, algumas autóctones e outras invasoras integradas na exposição "A Nossa Floresta - O Nosso Pulmão", disponibilizada pelo Conselho Diretivo dos Baldios de Riba de Âncora.
  Os alunos realizaram todas estas atividades para chamar à atenção a comunidade escolar de que as árvores são um bem essencial à vida. Se todas as pessoas fizessem o que a E. B. do Vale do Âncora fez, a floresta autóctone não estaria em vias de extinção.
Vamos todos contribuir para que o carvalho, o sobreiro, o castanheiro, entre outros, voltem a crescer nas nossas florestas!


Os alunos do 6.º C / BE 


Nenhum comentário:

Postar um comentário