domingo, 21 de junho de 2020

Hair Love: apreciações


O filme “Hair Love”, que encontrei no blogue da BE, apresenta a história de uma menina e da sua família: a mãe que está doente, o pai e o seu gato, que é surpreendente porque consegue exprimir-se como as outras personagens. Gostei muito desse filme porque dá coragem às pessoas que têm problemas. A maneira como a filha dá força à mãe doente com cancro, tocou-me muito. A minha cena preferida foi quando a menina ofereceu o desenho à mãe.

Esse filme deve ser visto por todos para perceberem que devemo-nos aceitar como somos e devemos lutar juntos contra os problemas.

Aitana, 5.º ano

O vídeo “Hair Love” é apresentado com uma música de fundo, a dizer quem criou esta curta-metragem. Encontrei-o no blogue “Biblioancora” da BE da minha escola. O tema do filme é o amor numa família. Gostei também da relação da personagem principal, uma menina, com o cabelo: acho que temos de ter algum cuidado com o cabelo. Surpreendeu-me a parte em que o pai não queria fazer o penteado à filha.

O que me emocionou foi a cena em que a filha entrega o desenho à mãe no hospital. A minha personagem favorita foi a menina e a parte do que mais gostei foi quando o pai levantou a cabeça e decidiu fazer o penteado à Zuri. A mensagem que o desenho animado passa é para nunca se desmotivarem, com um penteado de cabelo ou qualquer outro problema. Se tivermos paciência, motivação e carinho pela pessoa que quer o penteado, em pouco tempo faz-se o penteado, e a outra pessoa também ficará mais feliz.

Aconselho o seu visionamento!

Afonso, 6.º ano

O filme “Hair Love” é o vencedor do prémio de melhor curta-metragem do ano de 2019.

Este filme fala de uma menina chamada Zuri, que ia ao hospital buscar a mãe. Tinha uma doença grave e estava internada no hospital. Para a ir buscar, a Zuri queria vestir uma roupa bonita e ter um penteado especial, mas sozinha não conseguiu fazer esse penteado! Depois de tentar, decidiu pedir ajuda ao pai que, nas primeiras tentativas, também não conseguiu. O pai queria desistir do penteado e tapar o cabelo da filha com um gorro, mas a Zuri insistiu que não queria. Foi assim que o pai seguiu as instruções que a mãe deixou num filme e lá conseguiu. Achei que o pai teve uma boa atitude, embora também compreendesse a sua pressa em ir ao hospital buscar a esposa.

Ao chegar ao hospital, a mãe viu a filha bem penteada e gostou de ver que foi bem cuidada. Mas a Zuri ofereceu-lhe um desenho em que a mãe estava sem cabelo. A mãe ganhou confiança e tirou o lenço que tinha na cabeça. A Zuri deu segurança à mãe e fê-la sentir-se melhor e mais confiante.

Acho este encontro familiar importante, até porque depois se vê que tudo correu bem e que a mãe da Zuri viu o seu cabelo crescer novamente. Gostei muito do filme porque acho que é importante nós gostarmos de nós próprios e ter o apoio e amor da nossa família. E gostei muito do papel da Zuri, porque foi importante para unir a família. O seu desenho transmitiu segurança e ajudou a enfrentar melhor o problema.

Luís 5.º ano

O vídeo «Hair Love» está no blogue da Biblioteca da minha escola. É um filme onde uma menina quer fazer um penteado especial porque era a mãe que lho fazia, mas ela está no hospital. Eu ri-me quando o gato e a menina estavam a escolher o penteado e o gato acenava com a cabeça a dizer não, pois não concordava com a escolha. 

O Pai tentou então pentear a filha, mas ele não conseguia. Por isso desistiu de fazer o penteado e pôs-lhe um gorro. Ela começou a chorar, pois queria muito o penteado e foi para a casa de banho. Achei muito triste essa parte em que o Pai desistiu, mas ele ficou preocupado por ela ficar tão infeliz. Então ele tentou mais uma vez. A menina mostrou-lhe um vídeo da mãe a fazer-lhe o penteado que ela queria. O Pai seguiu esse vídeo e a menina ficou super feliz, porque estava igualzinho ao que lhe fazia a mãe. Também gostei dessa cena em que o pai tentou pela segunda vez e parecia que estava a combater com o cabelo. 

Depois foram visitar a mãe ao hospital, pois ela estava doente e por isso é que estava careca. Adorei, mas adorei mesmo muito a parte em que a família se abraçou, pois revela muito amor naquela família, e que apesar de a mãe estar doente, eles todos são muito fortes e unidos!

Margarida 5.º ano


Nenhum comentário:

Postar um comentário