sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Baile de Sábado

Educação literária 4.º ano:  Mistérios de Matilde Rosa Araújo















Baile de Sábado
Era sábado. Era sábado.
E o domingo viria.
Bailava numa laranja doce
Naquele dia de Sol.

Era sábado. Era sábado.
E o domingo viria.
Bailava um limão amargo
Naquele dia de Sol.

Era sábado. Era sábado.
E o domingo viria.
Com um chapéu de palha fina
A menina em roda bailava.

Bailava a laranja doce.
Bailava o limão amargo.
Com um chapéu de palha fina
A menina em roda bailava.

Era sábado. Era sábado.
E o domingo viria.
E a menina em roda bailava
Com um chapéu de palha fina.

Naquele dia de Sol
Era sábado. Era sábado.
E nem a noite viria
Só o domingo chegava.      Matilde Rosa Araújo
                                  
Escrever à maneira de....

Baile de maio
Era maio. Era maio.
E o verão viria.
Nascia a flor amada
Naquele dia de alegria.

Era maio. Era maio.
E o verão viria.
Nascia o fruto desejado
Naquele dia de alegria.

Era maio. Era maio.
E o verão viria. 
Com um boné de pala fina
O menino de pé brincava.

Nascia a flor amada 
Nascia o flor desejado
Com um boné de pala brincava
O menino de pé brincava 

Era maio. Era maio.
E o verão viria. 
O menino de pé brincava.
Com um boné de pala fina. 

Naquele dia de alegria 
Era maio. Era maio. 
E nem o frio viria. 
Só o verão chegava.
Vera, Mariana, Afonso, Francisco, Firmino, Fábio (4.º ano)



Baile de dezembro


Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
Voava uma neve fria
                                                 Naquele mês de inverno.                                              

Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
Voavam umas nuvens brancas
Naquele mês de inverno.

Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
Com um gorro de lã fina
O menino com os flocos voava.

Voava a neve fria
Voavam as nuvens brancas
Com um gorro de lã fina
O menino com os flocos voava.

Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
E o menino com os flocos voava
Com um gorro de lã fina.

Naquele mês de inverno
Era dezembro. Era dezembro.
E nem a tristeza viria
Só o Natal chegava.
Texto coletivo produzido pela turma VA 4 A (4.º ano)


   Baile de Carnaval

Era Carnaval. Era Carnaval.
E a festa viria.
Bailava um sorriso alegre.
                                         Naquele mês de fevereiro.                                         

Era Carnaval. Era Carnaval.
E a festa viria.
Bailavam umas máscaras coloridas
Naquele mês de fevereiro.

Era Carnaval. Era Carnaval.
E a festa viria.
Com uma fantasia atrevida
O menino disfarçado bailava.

Bailava um sorriso alegre.
Bailavam umas máscaras coloridas

Com uma fantasia atrevida
O menino disfarçado bailava.

Era dezembro. Era dezembro.
E a festa viria.
E o menino disfarçado bailava
Com uma fantasia atrevida.

Naquele mês de fevereiro.
Era Carnaval. Era Carnaval.
E nem a tristeza viria
Só a festa chegava.
Texto coletivo da turma VA 3A (4.º ano)



Baile  Noturno
Era noite. Era noite.
E a lua viria.
Bailava uma estrela cadente
Naquele oceano de prata.
                              
Era noite. Era noite.
E a lua viria.
Bailava um cometa fugitivo
Naquele oceano de prata.         

Era noite. Era noite.
E a lua viria.
Com os olhos brilhantes
O menino de pé bailava.

Bailava a estrela cadente
Bailava o cometa fugitivo
Com os olhos brilhantes
O menino de pé bailava.

Era noite. Era noite.
E a lua viria.
E o menino de pé bailava
Com os olhos brilhantes.

Naquele oceano de prata.         
Era noite. Era noite.
E nem o dia viria
Só a lua chegava.
Afonso, Hugo, Mateus e Renato (5.º ano)

baile de dezembro 
Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
Bailava um vento frio
Naquela tarde de inverno.                                         

Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
Bailava uma chuva gelada
Naquela tarde de inverno.

Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
Com um chapéu de chuva colorido
O menino suspenso bailava.

Bailava o vento frio
Bailava a chuva gelada
Com um chapéu de chuva colorido
O menino suspenso bailava.

Era dezembro. Era dezembro.
E o Natal viria.
E o menino suspenso bailava
Com um chapéu de chuva colorido.

Naquela tarde de inverno.
Era dezembro. Era dezembro.
E nem a sol viria
Só o Natal chegava.

Angélica, Duarte, Eduardo e Gustavo (6.º ano)

Nenhum comentário:

Postar um comentário