quarta-feira, 5 de abril de 2017

Semana da Leitura: Eu (também) acredito




A partir da leitura autónoma, em suporte digital, e da leitura orientada da obra de David Machado Eu acredito, os alunos das turmas B e C do quinto realizaram atividades de escrita criativa, com muito empenho e brio! As produções foram divulgadas na nossa BE, durante a Semana da Leitura. 

 Eu (também) Acredito


Eu acredito que posso voar, alcançar o mundo sem pensar.

Eu acredito que, ao sonhar, o meu coração voa no ar, perdido no espaço, alcançando estrelas sem pensar.

Eu acredito que as estrelas são fogos-de-artifício que fugiram pelo espaço fora.

Eu acredito que os trovões são o som dos deuses zangados.

Eu acredito que existem fadas que nos protegem do perigo.

Eu acredito que, um dia, o universo será meu.

Eu acredito que podemos melhorar o mundo através do pensamento.

Eu acredito que, quando saímos de casa, os nossos brinquedos ganham vida.

Eu acredito que as palavras más um dia desaparecerão, para nunca mais voltarem.

Eu acredito que um dia irei voar e tocar no céu.

Eu acredito que a imaginação não tem fim.

Eu acredito que, quando eu deixar de ser mentiroso, o meu nariz parará de crescer.

Eu acredito que, um dia, todas as pessoas poderão ser felizes.

Eu acredito que, quando dormimos, os sonhos nos mostram o nosso futuro.

Eu acredito que as borrachas podem apagar memórias.

Eu acredito que, à noite, os brinquedos se mexem e se escondem, para eu não os encontrar.

Eu acredito que, quando o sol nasce, um sorriso aparece.

Eu acredito que a palavra AMOR é infinita.

Eu acredito que, quando me apaixonar, vou flutuar até ela me abraçar.

Eu acredito que chove quando as nuvens lavam os dentes.


 
Eu acredito que os bolsos são mochilas pequenas.

Eu acredito que as sombras são pessoas escondidas.

Eu acredito que as estrelas são feitas de pó mágico.

Eu acredito que quando adormeço os meus bonecos ganham vida.

Eu acredito que os livros comem palavras.

Eu acredito que quando estou a ler um livro ele ganha vida.

Eu acredito que a palavra acredito acredita em várias coisas.

Eu acredito que debaixo da minha cama existem umas escadas que levam para o mundo da fantasia.

Eu acredito que a lua é um queijo que um dia uma criança vai comer.

Eu acredito que um dia os assobios vão ser flautas maravilhosas.

Eu acredito que a chuva são as lágrimas de todas as pessoas que sofrem.

Eu acredito que as ondas são os batimentos do coração do mar.

Eu acredito que as estrelas são feitas de mel.

Eu acredito que todas as pessoas mortas são as estrelas do Universo.
                                                                       
                                                                      


Nenhum comentário:

Postar um comentário