sexta-feira, 29 de março de 2019

Projeto Nosso Mar: génese da atividade piscatória

A BE voltou a receber um membro de especial relevo da comunidade local, Aurora Botão Rego, doutorada em História, para explicar aos alunos do 2.º ciclo como se formou e evoluiu a evolução da população (de Gontinhães até se denominar Vila Praia de Âncora).

Esclareceu os presentes como uma aldeia  se elevou a Vila, em 8 de julho de 1924. 
Os alunos perceberam como a mobilidade e destinos de trabalho de uma certa categoria de profissionais (os seus conhecidos canteiros) afetou negativamente a demografia daquela comunidade rural e descobriram como surgiu e se afirmou a comunidade piscatória, causando um forte impacto sobre o aumento da população.
A nossa convidada também deu explicações sobre a origem de certos apelidos, ligados à origem da comunidade de pescadores e deixou os alunos muito curiosos.  







Dada a dimensão do projeto Nosso Mar e a sua influência no espaço da Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora, este ciclo de conferências contou com um cenário identitário da pesca, tendo sido integrado nos espaços de acesso à Biblioteca Escolar, elementos reais e imagens que retratam a faina e a interação social na classe piscatória. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário