sexta-feira, 5 de junho de 2020

Hair Love: textos 2


Um filme cheio de emoções

Eu encontrei este filme no blogue da BE. O título é “Hair Love”. Foi o vencedor do Óscar de Melhor Curta-Metragem de Animação de 2019. O tema do filme é a persistência. Uma menina queria fazer um penteado especial para ir buscar a mãe ao hospital. A minha personagem preferida é a rapariga, Zuri, porque ela tenta fazer uns penteados e não consegue. Mesmo assim ela insiste em querer um penteado especial e pede ajuda ao pai.  A minha cena preferida é quando ele luta com o cabelo da sua filha, é muito engraçado. Surpreendeu-me no fim ele tivesse conseguido fazer o penteado, porque no princípio ele só conseguia colocar um gorro no cabelo. O final emocionou-me, Zuri demonstrou à mãe que não interessa ter cabelo ou não.

Para mim a mensagem é que somos todos iguais. Eu aconselho a ver este filme porque ensina-nos que não devemos desistir e que, só por sermos diferentes, não devemos deixar de nos mostrar. 

Matilde M., 5.º ano

A curta-metragem de animação "Hair Love" encontra-se no blogue da BE da nossa escola e foi vencedora do óscar de melhor curta-metragem de animação de 2019. Este filme fala de uma menina chamada Zuri que tinha uma mãe que produzia vídeos na internet sobre como tratar do cabelo e fazer penteados. Mas, ela ficou doente com cancro e ficou hospitalizada. Zuri quando reparou que tinha chegado o dia de ir ao hospital buscar a sua mãe deparou -se com um problema: não era capaz de tratar do seu cabelo, mesmo depois de ver os tutoriais da mãe no tablet. Então, o seu pai tentou penteá-la, mas ele também não conseguiu. Até que a Zuri teve uma ideia: usar o vídeo da sua mãe para o pai a conseguir pentear. E, finalmente, o resultado foi o esperado. A Zuri conseguiu, enfim, o penteado que tanto queria. Foram, então, buscar a mãe ao hospital e levaram-na para casa. A partir desse dia, os vídeos passaram a ser realizados em família.

Eu adorei o filme porque me identifiquei um pouco com a Zuri, pois o meu cabelo também não é nada fácil de pentear nem de tratar e, quando era mais pequena, ainda era mais encaracolado, o que se tornava um pesadelo na hora do banho e na hora dos penteados fofos que a minha mãe resolvia fazer-me. O que mais me surpreendeu neste filme foi a paciência do pai que foi tentando até conseguir pentear e transformar a carapinha da sua filha num belo penteado. Emocionou-me ver a mãe careca, pois a minha avó morreu com cancro e também estava assim como ela. Só que a mãe da Zuri sobreviveu e a minha avó não! Também me emocionou o desenho feito pela menina e a reação da sua mãe quando o viu, tirando o lenço que tinha na cabeça e dando-lhe um forte abraço com muita emoção. A minha personagem preferida foi a Zuri, porque era uma menina linda, persistente e muito forte, uma vez que não desistiu da ideia de fazer um belo penteado para ir buscar a mãe ao hospital e também reagiu muito bem à doença dela. A minha cena preferida foi quando ela entregou o seu desenho à mãe e, esta, retirou o lenço e assumiu a sua careca.

Este filme passa a mensagem de que é sempre possível superar os problemas com persistência, vontade e amor e não desistindo. Eu aconselharia o visionamento deste filme a todas as pessoas, pois há gente que desiste à mínima dificuldade e a Zuri era tão pequena ainda e, face a um problema, conseguiu superá-lo com a sua força de vontade e com o apoio e amor da sua família.

Luana C., 5.º ano



Hoje vi um vídeo “Hair Love”, no blogue da BE da nossa escola, sobre uma menina que quer pentear o cabelo à sua maneira para encontrar a mãe doente no hospital. É a história de Zuri que tem um grande cabelo encaracolado. A menina queria fazer um penteado ao seu jeito, mas sem a ajuda da mãe era complicado. 
A menina queria esse penteado porque a mãe fez um vídeo sobre penteados, mas ela não conseguia e ficou triste. O pai tentou ajudar a filha, mas como não sabia pentear, pôs um gorro. Como a menina não queria, o pai só conseguiu com o tutorial que a mãe tinha feito. A cena que mais me emocionou foi com a mãe da criança que não tinha cabelo, porque quando eu vejo alguém sem cabelo, eu fico triste. A parte mais engraçada do filme foi o pai estar à luta com o cabelo da menina e isso fez-me lembrar o WWE (é quase um trabalho que se luta livre).
Eu aconselharia a ver este vídeo porque a mensagem diz-nos que não devemos desistir quando estamos tristes ou quando queremos realizar um desejo, dizemos que não conseguimos.

Lucas Dantas, 6.º ano


Hoje, dia 1 de junho, fui ao blogue da biblioteca da minha escola e vi o filme de animação “Hair Love”, que foi premiado com o Óscar de Melhor Curta-Metragem de Animação de 2019. Eu adorei este video que conta a história de uma menina negra chamada Zuri que quer fazer um penteado especial para ir buscar a sua mãe ao hospital. Os cabelos desta menina são muito difíceis de pentear e, apesar de ela tentar, não consegue sozinha. Então ela pede ajuda ao pai, só que ele não tem muita experiência no assunto, pois era sempre a mãe que a penteava a menina. Mas apesar das dificuldades, o pai não desiste e, depois dever um tutorial realizado pela mãe, sobre o penteado ele põe mãos à obra, consegue fazê-lo. 
A Zuri fica toda contente. A parte de que eu gostei mais foi quando os dois foram ao hostital buscar a mãe, pois esta tinha cancro e tinha perdido o seu cabelo: a menina mostra o seu penteado e dá-lhe um desenho e o pai dá-lhe um ramo de flores. A mãe fica muito orgulhosa e contente, os três dão um grande abraço e vão para casa. Este abraço foi a parte que me emocionou mais nesta história que é muito comovente.
A mensagem deste filme é que devemos ter orgulho em nós próprios e superar as dificuldades que nos vão aparecendo pela vida.

Emma M., 5.º ano



Vi um filme de animação que encontrei no blogue da BE da minha escola. Chama-se «Hair Love» foi realizado por Matthew A. Cherry, Everett Downing e Bruce W. Smith e venceu o Óscar de Melhor Curta-metragem de 2019. O tema da animação é o amor. Adorei porque deu para ver como o amor vence sempre.É a história de uma menina de origem africana, que queria fazer um penteado especial para ir visitar a mãe ao hospital, mas o que ela fez não correu bem, pois o cabelo dela era muito encaracolado, o que dificultava. O pai não queria fazer o penteado à filha para não se atrasarem, e porque também não conseguia fazê-lo. Então, pôs-lhe um gorro na cabeça, mas ela não gostou. Foi a correr para a casa de banho e começou a chorar. O pai teve pena dela e assistiu num blogue a um vídeo da mãe a ensinar como fazer o penteado que ela queria. O pai acompanhou as instruções e ficou um penteado lindo. Depois de acabarem de se preparar, foram ao hospital onde a mãe, sem cabelo com cancro estava.  A menina deu-lhe um desenho da mãe com uma coroa na cabeça, e o pai ofereceu-lhe um ramo de flores, e os dois fizeram isso para demonstrar o amor que sentiam pela mãe, ela ficou muito feliz com o penteado da filha. Foi um momento em família agradável! 
Beatriz M., 5.º ano


Hoje visionei um vídeo “Hair love” que a minha professora de português indicou, encontra-se no blogue da BE http://biblioancora.blogspot.com/. Trata-se de uma menina de origem africana, ansiosa pelo regresso da mãe, provavelmente doente de cancro. Na hora de sair de casa para ir buscar a mãe, aquele cabelo volumoso não a ajudou. Ela queria ir bonita. Ao escolher o penteado, lembrou-se que tinha um que a mãe já lhe tinha feito, mas sozinha não conseguiu. O pai, com a ajuda do vídeo que a menina lhe mostrou onde a mãe explicava como se fazia, conseguiu fazer o penteado e a menina feliz. Quando chegaram ao hospital ofereceu um desenho à mãe que se emocionou de felicidade. Gostei muito deste vídeo mostrou-me que o importante não é a aparência, mas sim o que sentimos pelos outros. Emocionei-me quando a menina entregou o desenho da mãe careca mas com uma coroa. Talvez ela lhe quisesse dizer que estava bonita, mesmo sem cabelo ou então que era bonita como uma rainha. Aconselho a que vejam este vídeo porque nos ensina que não devemos gostar das pessoas pela aparência, mas sim pelas ações, pequenos atos podem fazer alguém muito feliz.

Leonardo M., 6.º ano



O filme "Hair Love" encontra-se no blogue da BE da nossa escola (biblioâncora) e no youtube."Hair Love"é sobre uma família de origem africana, em que o pai e a filha se preparam para irem buscar a mãe ao hospital. A menina tenta pentear-se sozinha mas não consegue. Emocionou-me quando o pai só pôs o gorro na cabeça da menina. Para resolver o problema, Zuri sai do quarto a correr e a chorar. Está infeliz porque queria fazer uma surpresa à mãe e o pai não estava a conseguir ajudá-la. Também gostei da parte em que o pai estava a imaginar que lutava com o cabelo da menina, pois estava muito enrodilhado.

Eu gostei deste filme porque a menina foi muito fofa com a mãe, pois deu-lhe um presente para ela se sentir melhor. Aconselho o visionamento deste filme porque um amor de filha para a mãe é igual mesmo com cabelo ou sem ele. Aprendemos que, quando estamos doentes, depois ficamos sempre melhor, com a ajuda dos que gostam de nós.

Patrícia P., 5.º ano


O vídeo que visualizei é uma curta-metragem de animação chamada “Hair Love”, que está no blogue da BE.

O tema do filme é o amor entre membros de uma família, e sobre um pai que tenta fazer um penteado à sua filha, mas que enfrenta um problema porque o cabelo dela é muito encaracolado.

Gostei de ver este filme porque mostra que com força de vontade e amor tudo e consegue. Surpreendeu-me a cena onde o cabelo da menina parecia ter vida própria e lutava contra o pai que tentava dominá-lo. A cena que mais gostei e me emocionou foi o reencontro de mãe e filha, porque percebi que a mãe estava doente e era por isso que ela queria ficar bonita.

Com este filme concluí que é com amor e carinho que se ultrapassam as dificuldades. Aconselho a que todos os pais e filhos vejam este filme juntos porque mostra que o amor e a união podem superar os obstáculos.

Diogo S., 5.º ano




Nenhum comentário:

Postar um comentário